A equipe do DAAD no Brasil durante reunião por videoconferência relembra a importância da pesquisa para o enfrentamento da pandemia

Enquanto os esforços de pesquisa sobre o novo coronavírus se multiplicam pelo mundo, a equipe do DAAD busca dar visibilidade a chamadas especialmente voltadas para o enfrentamento dessa crise e também a histórias de pesquisadores engajados na corrida por soluções, nas mais diversas áreas.

Se você é bolsista ou ex-bolsista do DAAD e adaptou sua pesquisa em função da pandemia ou se engajou em algum novo projeto para colaborar com o enfrentamento da crise, queremos contar sua história! Faça contato por meio do e-mail info@daad.org.br para que possamos registrar um relato sobre seu trabalho ou projeto.

Instituições brasileiras e alemãs se mobilizam
Na Alemanha, o Ministério Federal de Educação e Pesquisa destinou 150 milhões de euros para a criação de uma rede de pesquisa para apoiar as universidades alemãs de medicina nos esforços por entender melhor o novo coronavírus, desenvolver medicamentos e outras soluções. Conheça nestes links em alemão e inglês as quatro frentes principais de apoio do governo alemão, que incluem o trabalho para o desenvolvimento de uma vacina.

A Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG) lançou uma chamada especial para financiar projetos de pesquisa multidisciplinar sobre epidemias e pandemias (inscrições até 01/09). No Brasil, o mesmo tema motivou uma chamada da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que financiará 30 propostas e concederá 900 bolsas de doutorado e pós-doutorado, com investimento de até R$ 70 milhões. Saiba mais aqui.

Esse edital faz parte da iniciativa da Capes batizada como Programa Estratégico Emergencial de Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias, que anunciou mais 850 bolsas no dia 15/04 (veja aqui) para apoiar a pesquisas em fármacos, telemedicina e análise de dados médicos. Já o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) recebe até o dia 27/04 candidaturas ao edital de apoio a pesquisas que visam ao enfrentamento da COVID-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves.

Prioridade à informação confiável
O CNPq está envolvido em outra iniciativa, destinada a levar informações confiáveis ao público sobre a doença e como se prevenir. O projeto COVID19 DivulgAção Científica propõe a criação de canais de comunicação direta com a população para, por meio de vídeos e outros conteúdos publicados nas redes sociais, dar subsídios para que os cidadãos tomem decisões informadas, contribuindo para o controle da disseminação do novo coronavírus. A iniciativa é coordenada pelo Instituto Nacional de Comunicação da Ciência e Tecnologia (INCT-CPCT) e CNPq.