Entre os dias 7 e 10 de dezembro, a iniciativa Research in Germany oferece aos interessados em pesquisar na Alemanha uma série de palestras temáticas online. Os quatro encontros ocorrem sempre das 10h às 11h (horário de Brasília) e trazem especialistas para discutir com o público os seguintes temas:

Segunda-feira, 07/12 | Bioeconomy
Em paralelo ao aumento da população mundial e da expectativa de vida, enfrentamos diversos desafios ambientais, tais como as mudanças climáticas geradas pela ação humana, o lixo oceânico, a diminuição da disponibilidade de terras agricultáveis e a escassez de recursos fósseis. Isso nos obriga a transformar o atual modelo econômico baseado no petróleo em um modelo sustentável de recursos renováveis, ou seja, nos voltar para a bioeconomia – eleito o tema científico dos anos 2020-21. Neste encontro convidados e público discutem perspectivas e possibilidades de como fazer parte desse movimento na Alemanha.

Terça-feira, 08/12 | Departamental Research
Os ministérios federais alemães financiam aproximadamente 40 instituições federais de P&D. Além disso, trabalham constantemente em parceria com outras instituições de pesquisa. A chamada “pesquisa departamental” está diretamente relacionada ao campo de atividade do respectivo ministério, objetivando fornecer as bases científicas necessárias para a implementação das medidas governamentais. Nesse encontro será abordado como jovens pesquisadores internacionais podem realizar suas investigações científicas nas instituições federais de pesquisa da Alemanha.

Quarta-feira, 09/12 | Women in Science
Sabe-se que no mundo todo muito poucas mulheres altamente qualificadas trabalham em pesquisa. Além disso, os institutos de pesquisa são frequentemente liderados por homens e ainda existem significativas diferenças salariais entre os gêneros. Os filhos costumam ser uma desvantagem na carreira, mas isso por si só não explica as diferenças de renda e responsabilidades. O Instituto de Estatística da UNESCO coleta regularmente dados sobre a participação feminina na ciência em todo o mundo. Com base nos dados de 2016, a participação feminina na ciência alemã foi de 28%, um dos percentuais mais baixos da Europa. Nesse encontro será discutido como a situação das mulheres na ciência alemã poderia ser melhorada e como mulheres cientistas de outros países podem conduzir suas pesquisas na Alemanha.

Quinta-feira, 10/12 | Doing research in humanities
Na Alemanha, a pesquisa em humanidades é conduzida principalmente em universidades, mas também em instituições de pesquisa não-universitárias. Também as universidades de ciências aplicadas possuem uma área de pesquisa em humanidades. O espectro varia de pequenos grupos de trabalho monotemáticos a grandes departamentos interdisciplinares e cobre uma variedade de tópicos, de áreas tradicionais a novos campos de pesquisa exploratória. Neste encontro discute-se como pesquisadores internacionais em humanidades podem realizar suas pesquisas na Alemanha.

Todos os encontros são gratuitos e serão conduzidos em inglês. Para mais informações e inscrições visite diretamente o site da campanha Research in Germany.