Criado para estimular a cooperação contínua entre universidades alemãs e de outros países, o programa do DAAD “International Study and Training Partnerships” (ISAP) contemplou propostas com a participação de duas universidades brasileiras na seleção concluída em 2021. A primeira é a proposta da Universidade de Tübingen com a Universidade Federal Fluminense, que desenvolvem pesquisas sobre a temática do “Sul Global” desde 2015. A segunda candidatura aceita foi apresentada pela Hochschule für Musik und Darstellende Kunst de Mannheim, tendo a Universidade Federal da Bahia como parceira nas áreas de Música Popular e Jazz Performance.

O programa é direcionado a universidades alemãs que pretendem desenvolver parcerias acadêmicas e de treinamento internacionais com instituições estrangeiras. Com base nessas parcerias universitárias, o programa financia grupos de estudantes alemães e internacionais altamente qualificados que desejam cursar parte da graduação na universidade do outro país e ter contabilizados os créditos relativos a esse período acadêmico no exterior. O objetivo é criar uma base sólida para o intercâmbio mútuo de longo prazo, estabelecendo acordos de transferência de crédito, programas de dupla titulação e o desenvolvimento conjunto de currículos.

Nas palavras do professor Dr. Fernando Resende do departamento de estudos culturais e mídia da Universidade Federal Fluminense (UFF), “o ISAP é resultado de uma série de outros projetos que temos desenvolvido com a Universidade de Tübingen, desde 2015. Nesse sentido, mais do que um desdobramento, ele faz parte de uma série de diálogos e pesquisas que temos desenvolvido em conjunto, o que o torna muito promissor, pois nos permite seguir trabalhando no sentido de melhor desenvolver e elaborar não só a própria parceria, no seu aspecto administrativo, como também as questões conceituais que nos interessam enquanto parceiros de pesquisa”.

Resende acredita que o ISAP permitirá sedimentar outros projetos que estão em fase de elaboração: “A possibilidade de estabelecer contatos, através das mobilidades de discentes e docentes, viabiliza uma série de ações – ensino e supervisões compartilhados, por exemplo – que certamente nos farão pensar em publicações conjuntas e seminários. O fato de também podermos cruzar temáticas de interesse comum é de grande importância para o desenvolvimento das pesquisas. Isso certamente nos trará condições de propor o desenvolvimento de outras parcerias nos níveis da graduação e da pós-graduação”.

Intercâmbio de estudantes entre Salvador e Mannheim

Já o professor Dr. José Maurício Brandão, diretor da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia (UFBA), conta que a parceria com a Hochschule für Musik und Darstellende Kunst de Mannheim está ativa há oito anos. Nesse tempo a Escola de Música da UFBA tem recebido alunos alemães para dois semestres letivos e também tem enviado seus estudantes para cursar dois semestres letivos em Mannheim. Quase 30 alunos dos dois países já participaram do programa, em sua maioria dos cursos de Música Popular e Jazz Performance.

Na página do programa ISAP (em alemão), é possível acessar o último edital em inglês (na parte inferior da página no item “Downloads”: Ausschreibung Englisch).