Researcher works with ampules in the lab.

Estão abertas as inscrições ao Programa de Pesquisa Alemanha-São Paulo (Propasp), que financia projetos conjuntos de pesquisa conduzidos por equipes na Alemanha e no estado de São Paulo, em todas as áreas de conhecimento. Fruto de uma parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o DAAD, o Propasp recebe candidaturas até o dia 6 de junho de 2022.

A nova chamada está disponível neste link do site da Fapesp.

As propostas selecionadas receberão o fomento a partir de janeiro de 2023 por dois anos, que poderão ser prorrogados por igual período. O programa apoia projetos desenvolvidos em parceria por grupos vinculados a instituições de ensino superior, públicas ou privadas, sendo pelo menos uma em São Paulo e uma na Alemanha.

A FAPESP financiará a equipe de São Paulo com o equivalente a até €16.000 por ano e o DAAD também concederá até €16.000 anuais à equipe alemã para cobrir despesas de mobilidade relacionadas à pesquisa. Os professores paulistas devem apresentar suas candidaturas junto à Fapesp. Já os professores alemães devem solicitar o apoio junto ao DAAD na Alemanha e buscar as informações necessárias no site do Programa PPP, denominação dada ao Propasp no lado alemão.

Quem pode se candidatar

Do lado paulista, são elegíveis para submeter propostas pesquisadores responsáveis por Auxílios à Pesquisa da Fapesp atualmente vigentes (em diferentes modalidades, que podem ser verificadas na chamada). Já do lado alemão, a proposta deve ser submetida por um líder de projeto na Alemanha e a equipe deve incluir acadêmicos em início de carreira, de universidades, universidades de ciências aplicadas ou instituições de pesquisa alemãs. O contato do DAAD na Alemanha para esclarecer dúvidas dos professores alemães relativas ao programa é Thomas Römpke (roempke@daad.de).

As propostas devem prever a mobilidade de pesquisadores e de estudantes de ambas as equipes. Um dos principais enfoques do Propasp é a qualificação de jovens pesquisadores.